A Associação dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba – Seção João Pessoa (ADUFPB-JP) foi fundada no dia 25 de outubro de 1978. Inicialmente a entidade ficou sendo administrada por uma Comissão Provisória que tinha Sandro Meira como Presidente, Paulo Ignácio Fonseca de Almeida como Secretário e como Tesoureiro José Ronald Farias de Lacerda. Integravam ainda a comissão os professores Maria Tereza de Mello Campello, Mourad Ibrahim Belaciano, Paulo Ramos Coelho Filho e Vanderlei Américo Amado. A assembléia de fundação da nova entidade ocorreu no Auditório do Centro de Tecnologia do Campus I.

Em dezembro de 1978 tomou posse a primeira diretoria eleita da ADUFPB-JP, assim composta: Presidente – Sílvio Frank Alem, Primeiro Vice-Presidente – César Augusto Bonato, Segunda Vice-Presidente – Cláudia Marina V. Bravo-Villalba, Primeira Secretária – Maria Tereza de Mello Campello, Segunda Secretária – Maria Emília Mendonça de Morais, Primeira Tesoureira – Paula Frassinete Lins Duarte e Segundo Tesoureiro – João Batista Freire da Silva.

Nesses 24 anos de existência a ADUF teve 22 Diretorias e três Comissões Gestoras. A 23a Diretoria deverá ser eleita em janeiro de 2003, para substituir a atual, que tem a seguinte composição: Presidente – Maria aparecida Ramos de Meneses, Vice-Presidente – Iedo Leite Fontes, Secretária Geral – Terezinha Diniz, Suplente de Secretaria – Antonio Luiz Albuquerque Gomes, Tesoureiro – Felinto de Sousa Neto, Suplente de Tesouraria – José Ramos do Amaral Filho, Diretora de Política Sindical – Aglaé Andrade de Araújo Rosendo, Diretora de Política Educacional e Científica – Marisete Fernandes de Lima, Diretor de Política Social – Heleodório Honorato dos Santos, Diretor Cultural – Albérgio Claudino Diniz Soares, Diretora de Imprensa e Divulgação – Lenilma Bento de Araújo.

Filiação à CUT

Em 24 de novembro de 1987 a ADUFPB-JP se filiou à Central Única dos Trabalhadores (CUT). A decisão de filiação à Central Sindical foi tomada em assembléia geral realizada naquela data. A ADUF era presidida pela professora Ignez Navarro de Moraes.

Seção Sindical

A partir de 1o de agosto de 1990 a ADUFPB-JP passou a ser Seção Sindical dos Docentes do Campus I da Universidade Federal da Paraíba, sob a denominação de ADUFPB-JP/Seção Sindical, como instância organizativa e deliberativa da ANDES-Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior. Para tanto, foi aprovado um novo Regimento, que rezava, no seu Parágrafo Único: “A ADUFPB-JP/Seção Sindical será regida por este Regimento, aprovado em Assembléia Geral, respeitados os Estatutos da ANDES-Sindicato Nacional”. A decisão teve homologação plebiscitária no dia 17 de outubro do mesmo ano.

Novo Regimento

Com a criação da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) a ADUFPB-JP precisou ter um novo Regimento Interno, aprovado em Assembléia, tendo em vista que agora já não há mais duas ADs vinculadas à UFPB, como antes.

As modificações introduzidas foram quanto à denominação da entidade, que agora é ADUFPB já que o JP servia para distingui-la da AD de Campina Grande, e a inclusão dos professores dos Campi de Areia e Bananeiras como sócios, a criação da Diretoria para Assuntos de Aposentadoria e um mandato de dois anos para a Diretoria Executiva, a partir da próxima gestão.

A incorporação dos docentes de Areia e Bananeiras ao quadro de associados fortaleceu a ADUFPB e lhe deu maior poder de intervenção