Terceirização em transe histórico

30 de abril de 2015


Jaldes Meneses Estive na terça-feira desta semana, na condição de presidente do sindicato do qual presido, a ADUFPB (professores da UFPB), de uma as duas tarde em animado debate na Rádio Tabajara com o empresário da construção civil e vice-presidente da FIEP (Federação das Indústrias do Estado da Paraíba), José William Montenegro, sobre o Projeto…

Details

As três almas das ruas

27 de março de 2015


Jaldes Meneses email: jaldesm@uol.com.br Previno o leitor que o meu artigo desta semana estará repleto de datas de dias, meses e anos, inevitável quando o objetivo do texto trata-se de elucidar, ao mesmo tempo em que cria marcos de periodização histórica. Nunca fui um desses tecnocratas mágicos, com o dom de iludir através números e…

Details

Swiss Leaks “E” Petrolão

23 de março de 2015


Jaldes Meneses Neste exato momento, no mundo e no Brasil, dois acontecimentos parelhos envolvendo sujeitos endinheirados do “andar de cima” – a expressão que os economistas da escola acadêmica do “capitalismo histórico” ou “capital-mundo”, Giovanni Arrighi e Immanuel Wallerstein, criaram e o jornalista Élio Gaspari popularizou entre nós -, por assim dizer, eletrizam a opinião…

Details

Unidade

23 de março de 2015


Rolando Lazarte* Esta tarde/noite, passei algum tempo contemplando a lua no céu sobre o mar. O reflexo prateado nas ondas ondulantes. O azul escuro, quase preto, como pano de fundo. As luzes da orla marítima iluminada em direção à Ponta do Seixas. Conversa com alguns familiares. Gente jogando tênis na areia, na praia. Cumprimentamos alguns…

Details

Em 15 segundos, a vastidão rosiana de um impasse

19 de fevereiro de 2015


Jaldes Meneses Por um desses acasos do destino, tive a ventura ou o sortilégio de uma formação intelectual juvenil torta (por conter muito de autodidatismo) e atípica, mais num partido comunista – o PCdoB, no qual militei por 15 anos – que nos bancos formais da universidade, onde mais flanei no movimento estudantil que propriamente…

Details

Depois do Syriza e do Podemos

04 de fevereiro de 2015


Jaldes Meneses   Um dos assuntos políticos que deverei privilegiar neste ano de 2015 será o balanço das experiências novas de partidos/movimentos como o Syriza grego e o Podemos espanhol. Janeiro de 2015 começou com jeito de 1968, quem sabe um desses anos que nunca terminam? O Syriza, uma coligação da esquerda radical – quem…

Details

A política em Marx

03 de fevereiro de 2015


Jaldes Meneses   Permitam-me os leitores abordar na coluna de hoje um assunto perene em vez de um dos temas da agitada conjuntura política. Dos grandes autores clássicos da política empenhados na crítica ao contrato social burguês – cito, por exemplo, Rousseau –, Marx foi de longe o mais radical. Ninguém raspou mais fundo o…

Details

Podemos ser fundamentalistas (1)

16 de janeiro de 2015


Jaldes Meneses email: jaldesm@uol.com.br Em entrevista concedida em 2002 ao professor britânico Glyn Daly (publicada no livro “Arriscar o impossível”), o filósofo popstar Slavoj Zizek – que escreve livros com a mesma facilidade que aflui multidões aos auditórios de suas conferências -, teceu um belo e improvável elogio da filosofia de Kant, aparentemente (somente na…

Details

Comitê Pró Plebiscito Nivalson Miranda – Proposta conciliatória

12 de dezembro de 2014


Grande parte da Constituição do Estado da Paraíba de 1989 está adormecida. O artigo 82 do Dispositivo Transitório é parte da Constituição adormecida. Em vista disso, professores associados da Adufpb resolveram acordá-la com a formação do “Comitê Pró-Plebiscito Nivalson Miranda”. Nesse sentido foram consultadas a Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba e Câmara Municipal da…

Details

De estelionatos eleitorais

01 de dezembro de 2014


Jaldes Meneses À exceção do chamamento extraordinário de Sir Winston Churchill, feito no fogo da Segunda Guerra Mundial, quando os aviões alemães bombardeavam Londres, de que só tinha a oferecer ao povo britânico sangue, suor e lágrimas, os políticos em campanha quase sempre prometem o paraíso na terra. Eleição nunca vai deixar de conter uma…

Details

Separatismo patente

31 de outubro de 2014


José Flávio Silva (*) Ontem, 27/10/2014, vi na internet uma proposta interessante: o quadro acima mostra o mapa do Brasil dividido entre azul e vermelho. o vermelho indicando “NOVA CUBA”. O azul sem indicação só com algumas anotações. O vermelho corresponde às regiões Nordeste e Norte. O azul, as regiões Sudeste, Sul e Centro–Oeste. Da…

Details

Esse ano o eleitor está se sentindo tolhido na sua capacidade da inteligência democrática

29 de outubro de 2014


Luiz Tadeu Dias Medeiros (*) Tem-se, ultimamente, tido dificuldades de acompanhar o proselitismo político desenvolvido por pessoas presentes nas redes sociais, onde o unilateralismo tem levado muitos a ter dificuldades, de uma análise mais acurada dos pontos de vistas colocados por pessoas que até se conhece as suas lutas e discernimento políticos. Vê-se em alguns…

Details